quinta-feira, 7 de agosto de 2014

A HISTÓRIA DA ASEA


A HISTÓRIA DA ASEA

|
O que fizemos quando alcançámos um notável sucesso no mundo dos negócios? Quando fomos decisivos na condução de negócios envolvendo biliões de dólares e os elevámos a patamares superiores? Quando algumas das maiores empresas do mercado solicitaram a nossa colaboração, mesmo após nos termos reformado?
Bom, ao que parece joga-se bastante golfe.
E a nós junta-se o amigo que se reformou da indústria das telecomunicações, com apenas 43 anos. Isto foi o que moveu Verdis Norton e o seu companheiro de golfe, James Pack, a adquirir a tecnologia revolucionária e inigualável que está por detrás do que é hoje a ASEA.
É que pessoas como eles nunca se reformam efetivamente. Apenas ficam atentos ao surgimento de novas oportunidades.
Após estar três décadas na Kraft Foods, Verdis Norton reformou-se enquanto Vice-Presidente de Estratégia, após o que foi convidado a liderar uma empresa de biotecnologia. Algum tempo depois, uma tecnologia em particular despertou a atenção e o interesse de Verdis, e quando a referida tecnologia foi posta à venda, este deu a conhecer tal facto ao seu amigo e vizinho, James Pack.
James mudou-se para Park City, cidade localizada no estado norte-americano de Utah, anos antes de construir uma empresa de consultadoria, na área das telecomunicações, altamente bem sucedida. De tal forma, que James acabou por se reformar numa idade em que a maior parte dos empresários está a começar a ganhar rendimentos substanciais. Quando James se confrontou com a oportunidade de se juntar a Verdis, abraçando este projeto e adquirindo tão fascinante tecnologia, passou imediatamente, e sem hesitar, um cheque generoso e disse. «Há mais de onde este veio. Vamos em frente».
E foi, desta forma, que a ASEA surgiu. Dois homens, ambos extremamente bem sucedidos no mundo dos negócios tradicional, ambos especialmente vocacionados para identificar boas e novas oportunidades e, particularmente, motivados em fazer a diferença na vida dos outros.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.